Relações e Comportamento

Dicas da SuperNanny para educação dos filhos

"Vou chamar a SuperNanny”. Está aí uma frase que entrou para o vocabulário dos pais desde a estreia do programa estrelado por Cris Polli, no SBT, em 2006. Filhos que gritam, brigam com os irmãos, não têm limites. Quando os pais já estão de cabelos em pé, eis que chega a SuperNanny. Formada em Letras, a argentina Cris Polli é incisiva quando o assunto são os erros cometidos pelos pais. “Falta autoridade, limite, rotina, regras e principalmente falar não”, diz. Para a educadora, toda criança precisa de regras claras, de uma rotina bem definida e de limites. Os pais devem ser firmes para falar o que deve ser feito ou não. No caso de birras, ignorar é sempre a melhor resposta. Com exclusividade para os leitores de Alô Bebê, SuperNanny indica como se comportar em 10 situações que os pais conhecem muito bem:

1. Quando a criança quer alguma coisa e começa a gritar e se jogar no chão em uma loja ou supermercado

Isso quer dizer que o seu filho não está acostumado a aceitar um não! Se ele age assim em lugares públicos é porque testou este método em casa e deu certo, no caso, os seus pedidos foram atendidos. Coloque regras bem claras e crie o cantinho da disciplina, em casa ou fora dela. Assim que começar a gritar, apenas olhe, sem mostrar qualquer descontrole emocional e leve-o para o cantinho da disciplina.

2. Se a criança insiste em comer andando pela casa

Isso não pode acontecer. A criança tem que comer, sentada à mesa, a comida que a mãe prepara e coloca em seu prato. Para isso, prepare lugar na mesa com prato e talheres e chame-a para se sentar. Caso não queira comer, deixe bem claro que ela não poderá comer mais nada até a próxima refeição.

3. Filhos que não querem dormir sozinhos ou na própria cama

Quando estiver próximo da hora de dormir leve o pequeno até o quarto, prepare sua cama e explique que está na hora de dormir. Você pode deixar a luz acesa ou a porta entreaberta, mas se começar a chorar não vá até o quarto. Aos poucos, ele irá se acostumar.

4. Em caso de brigas constantes entre irmãos. Um quer o brinquedo do outro ou chamar a atenção dos pais

Primeiro separe a briga e mostre-se decepcionado com os dois. Saber disciplinar é o começo do processo educativo. Procure entender qual dos dois começou, explique a situação e no final promova um pedido de desculpas para acertar o relacionamento.

5. Quando se recusa a seguir os horários estabelecidos pelos pais

Neste caso, os pais não podem esquecer que são a autoridade porque eles sabem o que é melhor para seus filhos. Faça valer a sua palavra, independentemente se o pequeno vai gostar ou não, quem dita as regras é você.

6. Chora para conseguir o que quer

Simplesmente ignore o choro, logo o pequeno vai perceber que agindo assim não conseguirá o que quer. Os pais precisam dizer não na hora certa.

7. Não gosta de dividir os brinquedos

Os pais precisam ensiná-los a compartilhar objetos promovendo atividades ou jogos, entre amigos ou irmãos, que incentivem essas atitudes.

8. Quando é repreendido pelos pais responde com palavrões ou “dá de ombros”

Tais atitudes os pais não devem permitir. Discipline mostrando o quanto é errado agir desta forma e exija desculpas para quem estiver envolvido na situação.

9. A criança que mente

Converse e explique porque é errado mentir, mostrando a ela a importância de falar sempre a verdade. O que não dá é para supervalorizar essa atitude da criança, afinal, pode ser só uma fase do desenvolvimento dela.

10. Ir para a escola se torna um tormento, a criança chora e não quer entrar de jeito nenhum

Primeiro veja o porquê isso acontece, se há alguma desavença na escola ou se é somente pelo momento da separação. Caso ela chore para entrar, mas fique bem o resto do dia, com o tempo irá se acostumar.

Comentários